Marketing e Negócio

Conheça as técnicas de Growth Hacking que impulsionarão as suas vendas

Angariar e fidelizar clientes investindo pouco do seu orçamento é possível graças ao Growth Hacking. Este fenómeno destaca-se cada vez mais no mundo do marketing digital e das start-ups. Trata-se de um conjunto de técnicas e estratégias que permitem a uma empresa crescer de forma criativa, impactando positivamente ao estudar as tendências e comportamento dos seus utilizadores para levar a cabo ações inovadoras capazes de gerar impacto. Neste sentido, é como uma combinação entre análise de dados, criatividade e superação que permite à empresa obter mais por menos. Quem não quer utilizar estratégias que se centrem apenas no crescimento da empresa?

Assim, o Growth Hacker deve ter um perfil analítico, criativo e curioso, de modo a implementar esta estratégia com sucesso. Este perfil, vai bem mais além de um Community Manager, sendo necessários conhecimentos de estatística, posicionamento em web e análise de dados para desempenhar tais funções com sucesso. A principal premissa destes maestros do crescimento é conseguir mais com menos, algo cada vez mais necessário no que às novas empresas diz respeito.

Na Hawkers, segundo o Social Media Strategist da empresa, Nasser Hantout, esta técnica é aplicada para que se sintam como um utilizador, sendo assim possível perceber a melhor forma de aproximação ao seu público. Estas técnicas geralmente são uma combinação entre engenharia (API’s, APP’s, análise de dados) e Marketing (tendências, estudos de mercado,  Redes Sociais). É por isso que o lema da Hawkers “Nós  lideramos, os outros seguem”.

Técnicas de Growth Hacking

Crescimento

Todas as ações de um Growth Hacker estão focadas no crescimento escalável e estável, não e trata apenas de visitas ou views, se não há clientes, subscritores e faturação.

Mentalidade Analítica

O Growth Hacking tem um enfoque cientifico onde o planeamento de hipóteses e a validação ou não das mesmas perante os resultados que derivam das experiências realizadas (ações de crescimento), é fundamental. Por isso, um growth hacker deve ter uma mentalidade analítica. Definir as métricas que realmente importam para o seu negócio, medi-las incessantemente e atuar em conformidade é o que se pede.

Desenvolvimento de produto

Um growth hacker, idealmente, trabalha desde o início de um desenvolvimento de produto, não apenas para chegar ao product-market fit, mas também para desenvolver características apresentadas pelo produto final que ajudem à sua difusão. Por exemplo: quando a Dropbox criou as suas recompensas de espaço adicional pela recomendação de produto a outros utilizadores, fizeram-no ao trabalhar no produto e não numa campanha de marketing. O produto surge então como o próprio marketing.

Canais gratuitos

Outra característica do growth hacking que o torna tão apelativo entre empreendedores é que a prioridade dada aos canais de crescimento gratuitos ou de baixo custo é elevada. Isto significa que um growth hacker, antes de tomar partido por uma campanha de Google Adwords ou Facebook Ads, esgotará todas as formas alternativas, como o marketing de conteúdos, o marketing viral, a otimização da conversão mediante a melhoria de utilização e copywriting.

Experiência personalizada

Uma grande percentagem das vendas ocorre graças aos produtos recomendados que a própria plataforma disponibiliza. Desta forma, o cliente sentirá uma oferta muito mais personalizada, facultando-lhe exatamente aquilo que procura. O e-mail marketing funciona muito bem na hora de garantir exclusividade aos seus clientes. Faça com que os seus utilizadores se sintam especiais.

Escassez para aumentar vendas

O receio de ficar sem o produto que tanto deseja, seguramente, já fez com que o adquirisse com máxima urgência. Pelo menos, essa tendência destaca-se dentro das técnicas de Growth Hacking. Esta estratégia centra-se em colocar um produto ou serviço à venda, informando da quantidade limitada disponível para venda. Assim, o cliente sente-se pressionado, adquirindo o produto.

Provas gratuitas

Muitos dos consumidores de hoje em dia retrocederam no que aos serviços de pagamento diz respeito, contudo, cada vez são mais as marcas que disponibilizam este tipo de serviços, ainda que, não abandonem de modo algum a tipologia freemium. Esta técnica, consiste em proporcionar aos utilizadores a possibilidade de testarem os serviços premium por algum tempo que, uma vez esgotado, se espera ter convencido os utilizadores que o testaram a adquiri-lo.

São muitas as técnicas de crescimento que se empregam numa estratégia de Growth Hacking. Estes são alguns dos exemplos que servem para impulsionar as suas vendas, aumentando assim o tráfego da sua loja online, originando melhores taxas de conversão. Dê vida ao seu projeto e faça crescer o seu negócio com uma estratégia de Growth Hacking.

Aqui encontra os melhores conteúdos para o seu e-commerce