Tecnologia e Inovação

Realidade virtual e aumentada em e-commerce. Interaja com o que vê!

Uma das tecnologias com maior impacto e crescimento dos últimos anos tem sido a realidade virtual. Nos seus primórdios, centrava-se sobretudo nos videojogos, contudo, hoje em dia, a sua utilização estendeu-se a inúmeras áreas de atuação. No caso do e-commerce, esta tecnologia fará com que a experiência do utilizador melhore, recordando-se os mesmos mais facilmente das marcas que a utilizam.

A realidade virtual amplia o mundo físico através da utilização de tecnologia informática, oferecendo conteúdo digital em tempo real.

De acordo com o Diretor Criativo de Realidade Virtual, Rafael Pavón, “é um meio completamente novo” e “ainda assim, estamos a compreendê-lo e a tentar perceber como vai impactar as nossas vidas. Basicamente, é uma tecnologia embrionária que nos permite recriar a realidade e criar recantos e mundos para explorar, tão próximos da realidade quanto a tecnologia nos permite”.

Neste momento, investir em realidade virtual é uma alternativa que cada vez mais empresas planeiam. De acordo com um relatório da ABI Research, neste ano, serão investidos 216 milhões de dólares, alcançando os 6.300 em 2022. Por este motivo, deve contar com pessoal qualificado para desenvolver estes novos sistemas.

A formação em torno da realidade virtual por parte das empresas, corresponde ainda a uma pequeno nicho. Este segmento começará a descolar de 2018 em diante, contudo, com uma adesão relativa. Os próximos anos serão, por isso, vitais, prevendo-se um crescimento de 160%.

Realidade virtual e aumentada: surpreenda e conecte-se com os seus clientes

É fundamental que o processo de compra do seu cliente seja uma experiência rica, simples e pessoal.

Conjugando elementos virtuais com o mundo real, conseguirá ser mais facilmente recordado: estas técnicas pressupõem um valor acrescentado para o utilizador, contudo, como está a realidade virtual a ser integrada no mundo do e-commerce?

Os provadores virtuais no setor da moda

Trata-se de um simulador digital que utiliza a câmara do dispositivo do utilizador interessado no produto. Desta forma, o consumidor poderá ter uma ideia de como ficará ao utilizar o artigo. No mundo da moda online, um dos principais motivos pelo qual um cliente rejeita efetuar uma compra é a problemática dos tamanhos. Hoje em dia, o ato de colocar à disposição dos seus clientes a realidade virtual potenciará a sua marca.

Segundo a Golden Sachs, o volume de negócio associado à realidade virtual no setor do retalho em 2025 será de 1.600 milhões de dólares.

A indústria da moda tem-se mantido, tradicionalmente, de mão dada com grandes inovações e tecnologias como a realidade virtual, aumentada e mista que, desempenham um papel de relevo neste setor. Atualmente, algumas das empresas mais poderosas desta área utilizam estas tecnologias de diversas formas.

Por exemplo, a Dior e a Balenciaga, já permitem aos seus seguidores em todo o mundo ter acesso privilegiado à primeira fila dos seus desfiles, através da transmissão de vídeo em 360º, através do qual o espectador pode sentir-se presente no evento. Outros, como é o caso do desenhador Jason Wu, preferem dar acesso ao backstage e aos seus ateliers de modo a mostrar todo o processo por detrás de uma nova coleção.

Em resumo, as tecnologias imersivas estão a desempenhar um papel fulcral no setor da moda, papel esse que deverá ver a sua importância ainda mais ampliada nos próximos anos.

Realidade virtual e aumentada no setor imobiliário

A realidade virtual e aumentada também já chegaram ao setor do imobiliário. Aqui, o utilizador poderá comprovar como ficam em sua casa os produtos que deseja adquirir antes de o fazer. Neste setor, também é proporcionada a possibilidade de realizar um showroom ou uma exposição da loja física para oferecer outro ponto de vista daquilo que oferece. Proporcione dinamismo virtual ao seu catálogo e certamente agradará os seus clientes e potenciais clientes.

Desenvolver novas ideias para que as pessoas possam ver como ficaria um determinado sofá em sua casa ou ver como lhes assentaria um par de calças aumentará as as suas vendas e, como resultado, menos pessoas se irão dirigir às lojas físicas. Isto levará a um aumento de importância do e-commerce.

Estas são algumas das novas formas de compra que vieram para ficar. O que ainda há agum tempo parecia ficção cientifica, é agora consumido através do smartphone a partir de qualquer lugar. A realidade virtual pode aplicar-se a muitos setores que, à medida que a integram, geram novas formas de publicidade.

Aqui encontra os melhores conteúdos para o seu e-commerce