Marketing e Negócio

RankBrain, o que é?

Por detrás de um gesto tão quotidiano e simples como procurar informação no Google, encontra-se um alto desenvolvimento de tecnologia. Alguma vez se perguntou como, na grande maioria dos casos, o motor de busca é capaz de lhe dar as respostas que tanto precisa? A chave está na interpretação e compreensão por parte do motor de busca em consultar precisamente aquilo que introduziu, algo que é actualmente possível graças ao RankBrain. Contamos-lhe em que consiste e porque é muito importante que o tenha em conta na sua estratégia de SEO.

A complexidade da linguagem: os humanos expressam-se e entendem-se, de forma espontânea, oralmente e por escrito. Contudo, para que uma máquina nos entenda, tem que ser programada primeiro para o efeito. Ainda assim, haverá sempre elementos que serão sempre complicados de compreender: a ironia, palavras sinónimas, os tempos e modos verbais. Estes aspectos mais subtis da linguagem fazem com que os engenheiros tenham que investir bastante tempo e esforço para investigar como aperfeiçoar os algoritmos a fim destes poderem entender as buscas mais complexas.

O algoritmo RankBrain: os motores de buscas são capazes de entender as consultas introduzidas mediante keywords, graças aos seus algoritmos. De facto, o objectivo principal destes motores de busca é conseguir entender o máximo possível de consultas dos utilizadores e fazê-lo da forma mais simples e rápida. O Google actualiza os seus algoritmos entre 500 a 600 vezes por ano, o que equivale a 2 a 3 actualizações por dia, com a intenção de tornar os resultados das pesquisas dos utilizadores cada vez mais fidedignos.

O RankBrain foi introduzido em 2015 de forma parcial, em cerca de 15% das buscas totais, pela Google, e mais tarde foi implementado na totalidade das buscas deste gigante da internet. Este algoritmo integra inteligência artificial e o seu funcionamento baseia-se na conversão de keywords em vectores numéricos. Estes permitem ao algoritmo tratar as keywords como dados e atribuir significados à volta de terminações relacionadas, ou seja, procurar sinónimos entre palavras. Desta forma, o RankBrain é capaz de detectar padrões e encontrar outros conceitos semelhantes, o que faz com que os seus resultados de busca sejam precisos e muito completos. Contudo, este algoritmo não processa todas as buscas , sendo que apenas inclui as pesquisas que são feitas pela primeira vez ou que sejam mais complexas. Uma vez tratadas, estas serão adicionadas à base de dados da Google, ajudando o sistema a aprender de forma automática e a aperfeiçoar os seus resultados de busca.

Importância para SEO: graças ao RankBrain, a Google é capaz de entender as keywords mais extensas, isto é, keywords formadas por muitas palavras, como por exemplo “viagens baratas para o México”. A partir desta consulta, os algoritmos da Google vão examinar todas as páginas Web da sua base de dados para encontrar contextos semelhantes ao pesquisado e onde se repitam sinónimos do que o utilizador inseriu na sua pesquisa com o objectivo de oferecer os resultados mais relevantes possível. Desta forma, conseguem conquistar uma maior confiança dos utilizadores, principalmente por este motivo, é importante pesquisar usando palavras chave extensas, desta forma o motor de busca entenderá melhor o conteúdo que se pretende pesquisar e garantirá melhores resultados para lojas de e-commerce, por exemplo.

Compreender a forma como o Google analisa a sua página web e as palavras chave que nela insere permitir-lhe-á ajustar a sua estratégia digital e de SEO da melhor forma, com o objectivo de optimizar o seu e-commerce. Melhore o posicionamento orgânico da sua página para poder tirar partido desta inovadora tecnologia da Google.

 

Aqui encontra os melhores conteúdos para o seu e-commerce