Gestão e Logística

Quanto custa abrir uma loja online?

O mundo do e-commerce é vasto e, a cada dia que passa, novos empreendedores iniciam as suas aventuras pelo mesmo, concretizando os projetos com que sempre sonharam. O atrevimento é algo bom, contudo, é necessário manter as ideias claras, pois existe uma grande diferença entre montar uma loja online e mantê-la diariamente. É importante destacar que abrir uma loja online não se trata apenas de design, estão em jogo fatores como o hosting, TPV Virtual, certificados SSL, módulos de pagamento e ações de marketing.

Ponha em marcha a sua loja online!

O domínio e o hosting

Acima de tudo, irá necessitar de um nome que identifique o seu site (domínio) e um lugar onde armazenar todos os seus arquivos e informações (hosting). Primeiro, terá de selecionar a ferramenta que utilizará e também saber a quantidade de tráfego com que a mesma irá lidar. Uma vez dado este passo, é hora de passar ao hosting.

Hoje em dia, nenhum site funciona sem estes componentes. Existirão variações de preço mas, geralmente, o preço de um domínio oscilará entre os 10 e os 30 euros anuais. Entre os domínios existentes, será possível encontrar os genéricos (mais económicos), os especializados e os territoriais “.pt”. Deve certificar-se que o “.pt” se destina apenas ao território luso e o “.com” é mais genérico e internacional.

Quanto ao hosting, este necessita de um mínimo de capacidade de memoria para poder armazenar todos os seus arquivos e pastas que fazem o seu site funcionar, pelo que o seu preço irá variar d acordo com a capacidade de armazenamento e velocidade. É recomendável começar com um plano básico e realizar um upgrade se necessário.

O design

David Sanz, designer na WordPress e especialista em posicionamento web, explica que antes de começar o design propriamente dito, “tem que se fazer um mapa, nem que seja num papel com as wireframes”.

Primeiramente à que pensar se terá também um blog ou se será apenas uma loja online, neste último caso, poderá estruturar-se com base em categorias de produto, por exemplo, no caso de uma loja online de roupa, as categorias deverão ser concebidas com base nos diversos elementos de vestuário (calçado, t-shirts, hoodies, calças, acessórios…). Daqui em diante, já se torna possível direcionar o foco para a personalização a nível de cores, disposição dos produtos e, de acordo com os conselhos de Sanz, “o site tem de ter um campo de pesquisa e um menu por filtros”.

“Uma coisa que funciona muito bem atualmente é utilizar uma homepage com clusters (imagens com uma pequena descrição por baixo) que levam o utilizador a cada categoria de produto. Na homepage também pode optar por incluir texto de modo a posicioná-la de acordo com a keyword principal e ter um menu com as diferentes categorias de produto”.

“Há que ter em conta que a homepage será a página mais visualizada do site, por isso é importante que a mesma deixe claro qual o leque de produtos disponível para aquisição, bem com as ofertas promocionais e todas as restantes”.

O custo de uma planta poderá oscilar entre os zero e os 100 euros. Criar um design que transmita a confiança necessária é fulcral e irá repercutir-se em pleno nas suas vendas. Neste sentido, o ideal será utilizar uma plataforma como a Prestashop ou o WordPress, visto que proporcionam vantagens e funcionalidades. Na ThemeForest, poderá encontrar um vasto leque de modelos que poderá testar até encontrar o que melhor se adequa às suas necessidades.

Terminais de pagamento e certificados SSL

Para receber o dinheiro oriundo das suas vendas, o seu site irá necessitar de um terminal de pagamento. Dependendo da entidade contratada, o preço poderá variar até aos vinte euros mensais além da licença que pode alcançar os 200 euros. Neste sentido, há bancos que, de acordo com o setor de atividade, proporcionam melhores condições.

Contar com um certificado SSL permitirá ao cliente estar seguro. Isto significa que a informação que o seu cliente envia através dos formulários de pagamento não será acessível. Este serviço poderá ser disponibilizado pelo próprio Hosting e contratá-lo poderá oscilar entre os cinco e os 90 euros anuais.

Como já deve ter reparado, são muitos os fatores que deve ter em conta, pelo que é arriscado definir um valor certo. (Há quem estabeleça como custo anual médio 3000€). O ideal é ter a sua loja online o mais bem personalizada possível e proporcionar aos seus clientes a máxima segurança e confiança.

Em jeito de conclusão, outros fatores a ter em conta estão relacionados com, por exemplo, saber quantos artigos pretende vender na sua loja online e qual a rotação dos mesmos, além das diversas atualizações necessárias e naturais. Se pondera expandir a sua loja online, assegure-se que a plataforma de e-commerce que selecionou é capaz de acompanhar o seu crescimento.

Aqui encontra os melhores conteúdos para o seu e-commerce