RECURSOS

Não caia na armadilha do thin content

Uma boa estratégia de conteúdo é fundamental para melhorar o posicionamento SEO de qualquer página, assim como atrair e fidelizar o maior número de utilizadores.
Mas não vale tudo! Os conteúdos devem ser de qualidade e representar valor para o utilizador, pelo que se deve evitar o thin content a todo o custo.
O que é o thin content? Denomina-se thin content a todo o conteúdo pobre e de baixa qualidade, ou seja aquele que representa muito pouco ou nenhum valor. Há alguns anos, este problema era muito mais comum do que atualmente, já que no ato do posicionamento dos websites, os motores de busca analisavam apenas a frequência e as keywords do texto. Desta forma, a função dos conteúdos não estava focada no utilizador, mas sim no acumular das palavras chave. A partir de 2011, deu-se um ponto de viragem neste fenómeno e o Google implementou o algoritmo Google Panda, uma atualização do sistema de busca da altura, que passou a penalizar as páginas de baixo conteúdo ou thin content. Sucessivas atualizações deste algoritmo e a implementação de outros que chegaram mais tarde, como o Google Pinguin, levaram o progresso a seguir um rumo que premeia os conteúdos de qualidade e relevância para os utilizadores.
A importância de produzir conteúdo elaborado: uma boa estratégia de SEO é aquela que se centra no utilizador e que se esforça por representar valor para o mesmo. Por isso, é fundamental que os conteúdos publicados nas suas páginas web sejam completos e uteis para os visitantes. Os conteúdos que preenchem estes critérios são mais bem valorizados tanto pelo Google como pelos utilizadores. Por um lado, as páginas que aportam esta característica, sobem no ranking do Google. Por outro, o comportamento dos utilizadores nas páginas que com conteúdo de qualidade é mais valioso, já que apresentam menores taxas de rejeição, e uma média de número de sessões e tempo de visualização de página mais elevados, fator que também contribui para melhorar o posicionamento SEO.
O que é considerado thin content? Existem vários tipos de conteúdos considerados thin content:
• Conteúdo que se limita a repetir palavras chave com o simples objetivo de o posicionar nos motores de busca. É por esta razão que o Google penaliza o designado keyword stuffing, ou seja, a repetição abusiva de palavras chave.
• Textos com menos de 300 palavras: uma vez que o Google entende que por serem tão curtos, não podem aprofundar o assunto que tratam. Recomendamos que os conteúdos tenham pelo menos 500 a 600 palavras.
• Todos os artigos considerados spam ou conteúdo publicitário, já que o seu único objetivo é vender, aportando muito pouco valor.
• Conteúdo copiado de outras fontes, mesmo que tenha sido ligeiramente modificado. O Google deteta e penaliza conteúdo duplicado. Existem ferramentas online gratuitas, como por exemplo, o copyscape que permitem verificar se um texto foi copiado de outra página web.
• Conteúdo baseado apenas e maioritariamente em imagens: pela simples razão de ainda que nas imagens surja texto, o Google não consegue lê-lo e irá considerar que o artigo não tem palavras suficientes. Este problema é comum nas páginas que partilham infografias sem adicionar texto explicativo para as mesmas.
Como evitar conteúdo pobre: o mais importante na hora de elaborar conteúdo é a consciencialização de que o principal objetivo é aportar valor para os leitores. Por esta razão, deve ter uma extensão de texto com, no mínimo, 500 palavras e aprofundar o tema que trata.
Também é fundamental que seja original, ou seja, que não utilize textos copiados de outras fontes e que responda às questões dos utilizadores. É altamente recomendável a aplicação de conteúdo misto, isto é, a combinação de conteúdo em formato de texto com outros formatos, como imagens ou vídeos, sempre que estes representam valor acrescentado para o artigo (por exemplo, que contribuam para a compreensão do leitor).
O conteúdo é fundamental numa estratégia de posicionamento SEO, no entanto, pode tornar-se contraproducente quando se trata de thin content, já que este é penalizado pelo Google. Escreva conteúdo de qualidade, mantenha-se longe do thin content e conseguirá melhorar o posicionamento da sua página web.

Aqui encontra os melhores conteúdos para o seu e-commerce