Tecnologia e Inovação

Mobile Image Recognition (MIR) uma tendência revolucionária

Atualmente, a experiência de compra através da internet é cada vez mais vista com bons olhos pelos internautas, devido à inovação e ao progresso tecnológico mais rápido do que nunca. Existem inúmeras opções para adquirir produtos, boa parte delas derivam do incremento da utilização de dispositivos móveis que, a cada ano que passa apresentam mais inovações.

O reconhecimento móvel de imgem, amplamente conhecido por MIR (mobile image recognition), é uma tendência que chegou para ficar. Basicamente, esta tecnologia faz reconhecimento de imagem através de dispositivos móveis como tablets ou smartphones, identificando objetos como sapatos, alimentos, roupa,… estejam eles expostos numa montra, a ser utilizados por alguém ou simplesmente presentes em imagens e/ou vídeos.

Por exemplo, ao andar na rua, se encontrar alguém com roupas que lhe agradem e que gostaria de adquirir, basta fotografar as vestes dessa pessoa com o smartphone e deixar que a app de reconhecimento de imagem identifique a origem daquela(s) peça(s) de roupa. A app apresentará então diversas ofertas presentes na internet, proporcionando-lhe no momento a oportunidade adquirir o(s) produto(s).

Como funciona o Mobile Image Recognition

O seu funcionamento pode ser simplificado em quatro passos:

  • Captada a fotografia do produto desejado, a aplicação analisa e  conecta-se a um vasto banco de imagens;
  • A app procura por imagens que apresentem o mesmo padrão da fotografia captada;
  • A aplicação apresenta então ao utilizador as lojas online que disponibilizam o produto para venda;
  • Com apenas um toque, o utilizador poderá completar a transação.

O funcionamento destas apps é muito semelhante ao da app, Shazam, que se dedica a descobrir músicas cujo utilizador não conhece o título ou artista que as interpreta. A tecnologia de reconhecimento móvel de imagens está a revolucionar a forma como as empresas anunciam os seus produtos e interagem com os seus clientes. As lojas online proporcionam uma experiência mais personalizada do que as lojas físicas (uma tendência cada vez mais notória).

Ainda que muitos não estejam familiarizados com esta técnica, já são vários os exemplos de utilização da mesma em publicidade, fazendo a ponte entre o mundo real e o mundo virtual.

Preocupações do reconhecimento móvel de imagens

Por exemplo: imagine que gosta do casaco de alguém que se cruzou consigo na rua.

Bastaria uma foto para que a app lhe mostrasse onde o poderia adquirir mas… e a privacidade? Este, que é um tema que tanto preocupa as redes sociais também afeta a MIR. Outra das preocupações é a vastidão do banco de imagens existente. Sim! Ajuda imenso na hora de encontrar aquilo que se pretende, contudo, quanto maior a base de dados, mais lenta se tornará pesquisa.
Uma das empresas que mais apostou nesta tecnologia foi a britânica ASOS, que conseguiu que 58% dos seus clientes a nível mundial chegassem através da sua app móvel, algo que, em parte, está relacionado com os esforços feitos pela mesma para apresentar vantagens competitivas na sua app face à concorrência.

A aplicação da ASOS já conta com 10 milhões de downloads em todo o mundo, sendo este um dos focos de investimento da empresa e no qual a mesma não poupa nos gastos, bem como uma das ferramentas que inclui já a MIR como forma de angariação de clientes através de plataformas mobile.

Quando uma empresa acrescenta um sistema de MIR, proporciona aos seus clientes uma experiência digital adaptada às suas necessidades e totalmente personalizada. É mais que provável que esta tecnologia assente de forma consistente no setor do e-commerce. Prepare-se!

 

Aqui encontra os melhores conteúdos para o seu e-commerce