Ambiente Marca

“GoGreen” define meta global: emissões zero até 2050

A sustentabilidade, tornou-se há muito tempo uma das questões mais importantes do nosso tempo. A contribuição da DHL para um maior equilíbrio em todo o mundo é a logística “verde”. Para conseguir um futuro mais sustentável, consideramos essencial pensar a longo prazo. A nova meta de proteção climática é reduzir para zero todas as emissões relacionadas à logística até o ano 2050.

Para ajudar a concretizar essa visão da logística de emissão zero, foram estabelecidas uma série de metas provisórias ambiciosas nas principais áreas de ação da estratégia de sustentabilidade da empresa.

“Até o ano de 2025, queremos:

  1. Aumentar nossa eficiência de carbono em 50% em relação aos níveis de 2007.
  2. Reduzir as emissões locais de poluição do ar em 70% dos nossos serviços de primeira e última milha com soluções de recolha e entrega limpas, como bicicletas e veículos elétricos.
  3. Ter mais de 50% de nossas vendas incorporando Soluções Verdes. Desta forma, também contribuímos para tornar as cadeias de distribuição dos nossos clientes mais ecológicas.
  4. Certificar 80% de nossos funcionários como especialistas GoGreen e envolvê-los nas nossas atividades de proteção ambiental e climática. Isso inclui unir os Membros para plantar um milhão de árvores todos os anos.”

A proposta do valor partilhado

Proposta de Valor Partilhado – a ideia de que as contribuições para a sociedade e o meio ambiente também fortalecem o negócio DHL Parcel – desempenha um papel importante em todas as atividades de proteção ambiental da empresa, que estão ancoradas na nossa estratégia do Grupo Estratégia 2020: Focus.Connect.Grow. Um aspecto do pilar “Connect” é desenvolver soluções logísticas que respeitem o meio ambiente e reunir as divisões do Grupo sob uma abordagem unificada para comercializar posteriormente essas soluções.

As metas de proteção climática estão de acordo com nossa abordagem de Valor Partilhado. Em 2008, a DHL tornou-se a primeira grande empresa de logística a assumir um compromisso voluntário de melhorar eficiência de carbono em 30% em relação ao ano de 2007 até 2020. Num esforço para atingir essa meta, foi desenvolvido o  programa de proteção ambiental GoGreen e o objetivo foi cumprido em 2016, bastante antes do previsto.