Gestão e Logística

E-commerce à prova de fraude. Como consegui-lo?

A segurança está sempre primeiro. Esta é uma das premissas que certamente aplica no seu dia a dia e que também é fundamental aplicar à sua loja onine. Possuir uma que esteja preparada para se precaver de fraudes e roubos é uma obrigação para todos os webmasters que disponibilizam um ambiente de compra seguro para os seus clientes.

Manter em vigor protocolos de segurança e revê-los frequentemente é essencial para detetar problemas mas também para que tenha em mente quais os principais motivos que podem afetar a segurança da página.

Proteja os dados pessoais

Entre os perigos mais comuns em e-commerce, é possível encontrar aquelas que usurpam a identidade dos utilizadores e captam os seus dados pessoais. Trata-se de pharming ou phishing.

Tanto numa como nutra, aqueles que tentam, procuram obter informação pessoal de forma ilícita, enviando, por exemplo, emails com URL’s falsos, fazendo-se passar por uma marca enquanto pedem para alterar uma password. Desse modo, conseguem captar os dados de todos aqueles que caírem na armadilha.

Para evitar problemas de usurpação de identidade, poderá pedir passwords seguras aos seus utilizadores para que nada consiga suplantá-las e utilize ferramentas que lhes indiquem a segurança das suas credenciais. Normalmente, as mais completas são as que incluem letras, números e símbolos.

Pagamentos à prova de roubo

O momento do pagamento é um dos mais delicados no que à segurança online diz respeito. A razão de ser deste facto, deve-se ao processo de pagamento ser um dos mais vulneráveis existentes online, pelo seu elevado interesse para todos os ladrões de dados. Proteger os dados bancários do cliente é imprescindível. Para assegurar proteção, foram criadas 12 requisitos que formam as normas PCI-DSS com o fim de controlar a segurança.

Estas normas inserem-se no âmbito do Padrão de Segurança de Dados para a Indústria dos Cartões de Pagamento e, entre elas, é possível encontrar a implementação de medidas sólidas para controlo de acesso, monitorização e teste regular de redes, ter um programa de gestão de vulnerabilidades ou da própria proteção de dados

Além disso e ainda que já se utilize em larga escala, é importante salientar a necessidade de implementar um certificado SSL (Secure Socket Layer) em cada loja online, já que este protocolo de segurança assegura uma transferência de dados correta entre o consumidor e a loja online.

Mantenha-se atualizado

Por vezes, antes de ter de realizar atualizações na sua loja online, pode sentir algum receio que algo na mesma não funcione corretamente, seja um plugin ou algo na sua própria estrutura. Contudo, ter atualizadas todas as aplicações que constituem a página é fundamental para que não existam falhas de segurança.

É importante transmitir ao consumidor que a sua loja online está protegida em relação a eventuais esquemas fraudulentos. Para isso, existem selos de confiança online que avaliam o site e proporcionam uma sensação de segurança bastante positiva em cada comprador que, em caso de dúvida entre dois sites, poderá optar por aquele que lhe proporciona mais segurança no que aos dados pessoais diz respeito. Para manter esses selos em vigor, as empresas são submetidas a avaliações periódicas que validam as suas boas práticas.

Aqui encontra os melhores conteúdos para o seu e-commerce