E-COMMERCE Marketing e Negócio

Dropshipping – O que é e como implementar?

A era digital trouxe consigo inúmeras melhorias e novidades,  entre elas, novos modelos de negócio, como por exemplo o Dropshipping. Há alguns anos atrás, para adquirir um produto era necessário ir à loja em questão para efetuar a compra, se a loja o tivesse em stock. Graças à Internet, hoje em dia, é possível verificar em poucos segundos se a loja tem o produto disponível, e inclusive comparar preços entre diferentes lojas e-commerce.

As empresas tiveram que se adaptar às novas regras do jogo procurando implementar estratégias que as destaquem da concorrência, chegar a mais consumidores e vender mais.

Já ouviu falar em dropshipping? Se está a pensar abrir um negócio e-commerce ou aumentar o que já tem, esta poderá ser a solução ideal.

O que é o dropshipping?

Trata-se de um modelo de negócios de e-commerce baseado na venda de artigos que o comerciante anuncia no seu website, mas que na realidade não tem em stock. Para isso, chegou previamente a acordos com o fabricante ou retalhista (chamado dropshipper). Desta forma, cada vez que a loja online recebe pedidos de compra, os mesmos são comunicados ao fabricante, que é o responsável por enviá-los diretamente ao cliente. Por sua vez, o proprietário das vendas na internet é responsável pela criação da página de e-commerce, do atendimento ao cliente, da publicidade para ganhar visibilidade online e da faturação, enquanto que o dropshipper armazena o stock e é responsável por fazer o envio em nome do e-commerce.

Mas tudo tem o seu custo. É verdade que o dropshipping é um modelo de negócios em que os riscos são reduzidos ao máximo, contudo isso não significa que não exija esforço. Construí-lo é relativamente fácil, mas fazer com que funcione e traga benefícios é outra história. Antes de embarcar nesta aventura empresarial, devem ser tidos em conta diversos elementos.

O que ter em consideração na utilização de um modelo de dropshipping?

-Estudar o produto e a concorrência: é necessário garantir que o produto tenha procura suficiente e que a sua venda será lucrativa tendo em conta a concorrência.

-Gestão do website: é importante estar informado acerca dos diversos CMS (content management system, em inglês) que existem, como o Shopify, o Prestashop, etc. para perceber qual deles se adapta melhor às necessidades do e-commerce.

-Encontrar um dropshipper: grande parte do êxito da loja online dependerá da relação com o fabricante e da eficácia do serviço que o mesmo oferece. É recomendável, numa fase inicial, trabalhar com vários, para ver qual corresponde melhor, e no caso de algum deles falhar, os outros consigam fornecer os produtos aos clientes.

-Definir uma estratégia online: investir em SEO e em AdWords é fundamental para dar visibilidade suficiente a este tipo de negócios. Também é aconselhável criar uma comunidade online nas diferentes redes sociais. Além disso, com ferramentas como o Google Shopping ou o Instagram Shopping, um negócio de e-commerce podem multiplicar as suas plataformas de vendas.

O dropshipping facilita consideravelmente a criação de um negócio online. Se já tem uma loja online e quer expandi-la, com esta estratégia será muito mais simples. Entre em contacto com dropshippers da sua área de negócio, escolha os produtos com os quais irá expandir o seu catálogo e multiplicará as vendas enquanto obtém uma margem de lucro maior.