RECURSOS

Acompanhamento e indexação: como funciona o Google

Hoje em dia é muito fácil resolver todo o tipo de dúvidas a qualquer momento e em qualquer lugar com um simples smartphone, através do Google. Com este tipo de ferramentas, a internet facilitou bastante a nossa vida quotidiana e veio democratizar o acesso à informação. No entanto já alguma vez parou para pensar como funciona o Google? Para além de uma questão de curiosidade, a resposta a esta pergunta pode ajudá-lo a compreender por que razão a sua loja online não surge entre os primeiros resultados de pesquisa e como pode melhorar esta situação.

Acompanhamento: a primeira ação que o Google leva a cabo é o chamado crawling ou acompanhamento. O gigante da internet serve-se do seu robot de busca, designado googlebot, para acompanhar na web a pesquisa novas páginas ou páginas atualizadas (aquelas que já se encontravam na sua base de dados mas sofreram alterações), assim como ligações. É por essa razão que é muito importante a utilização de ligações no seu site de e-commerce. Este fator irá ajudar posteriormente a indexação de páginas. Também se recomenda que alimente o seu website com novos conteúdos uma vez que o Google valorize de forma positiva as páginas que acrescentam e otimizam os seus conteúdos constantemente, acrescentando valor para o utilizador e oferecendo mais informação atualizada.

Indexação: esta etapa, que toma lugar depois do acompanhamento ou crawling, designa o processo através do qual o googlebot, depois de encontrar novas páginas, as introduz na sua base de dados para as exibir mais tarde nos resultados do motor de busca. Durante esta etapa, o motor de busca classifica as páginas que vai encontrando em função da informação que contém com o objetivo de mostrá-las de acordo com a sua relevância face à busca do utilizador.

Existem várias formas de comprovar se uma página foi indexada e se assim não for, “forçar” o Google a fazê-lo. Uma delas é através do Google Search Consle. Para aceder a esta funcionalidade, deve entrar na secção Acompanhamento da ferramenta, selecionar “Explorar como Google” e introduzir o endereço que deseja comprovar. Uma vez que termine a análise, caso o endereço em questão não esteja indexado, aparecerá a mensagem “Solicitar indexação”. Basta clicar e aparecerá a confirmação de que o Google recebeu a solicitação de indexação. Desta forma, poderá simular o crawling que o Google leva a cabo e visualizar o conteúdo de um URL para assim detetar possíveis problemas de indexação.

Processo algorítmico: as páginas que já passaram pelo processo de rastreio e indexação estão preparadas para ser exibidas ao utilizador, no entanto, em que momento e por que ordem? Para determinar esta questão, o Google utiliza um algoritmo que se fixa nas keywords e procura o conjunto de páginas da sua base de dados que contenham informação que concorde com estas, exibindo assim as páginas ordenadas da maior à menor relevância. O funcionamento deste algoritmo não se conhece no seu todo, no entanto, podemos tirar algumas conclusões através de diretrizes partilhadas pelo Google e testes realizados por várias agências e outras empresas de SEO. Também é do conhecimento geral que para além de detetar a relevância mediante as palavras chave, existem outros 200 fatores, os designados ranking de fatores, para ordenar os resultados. É por esta razão que para se habilitar a assumir as primeiras posições do Google, é muito importante otimizar a sua página e selecionar as palavras chave consoante o tema que trata.

Por último, recomendamos que no momento de criar conteúdo para a sua página, não copie conteúdo de outros websites. O que pode ocorrer caso o faça, é que o Google deixe de indexar a sua página e no seu lugar e exiba a fonte original do conteúdo. Em qualquer ocasião, se pretende replicar conteúdo de outra página web, o melhor que pode fazer é ser honesto com o Google e marcá-lo como “noindex”, acrescentando o URL da fonte original do conteúdo de onde extraiu a informação.

É interessante conhecer os processos descritos acima para compreender a forma mais detalhada como o Google mostra determinadas páginas e os resultados de busca. Desta forma, será mais simples racionalizar e otimizar o motor de busca, no momento de aplicar as alterações, seguindo as melhores práticas e melhorando o SEO do seu website.

Aqui encontra os melhores conteúdos para o seu e-commerce