Marca

Achim Dünnwald, CEO DHL Parcel: “Queremos chegar aos 800 milhões de clientes em 35 países da Europa”

Foi assim que se apresentou o ambicioso plano da empresa para o E-commerce no nosso continente.

Achim Dünnwald concedeu uma curiosa entrevista para o Postal Hub Podcast na qual abordou o futuro das entregas e os planos para impulsionar o E-commerce na Europa.

Dünnwald enfatizou o enorme potencial de crescimento que este modelo de negócios tem no continente, onde ainda não atinge 10% do total das vendas na maioria dos países.

Do ponto de vista do CEO, o mercado vai continuar a crescer através da implementação das grandes empresas de retalho, que mantém atualmente a maior parte das suas vendas através do canal físico.

Desta forma, considera que o número de entregas b2c por pessoa está longe de alcançar o seu auge, desde que o modelo seja consolidado, os números continuarão a aumentar.

“Estamos a criar a experiência de uma Europa doméstica”

O CEO da empresa alemã também mencionou os seus planos para a expansão no Continente e a sua intenção de chegar a 800 milhões de clientes em 35 países da Europa, inclusive a Rússia e a Turquia.

Para isso, ele destacou a importância de constituir uma rede única apoiada em milhões de ServicePoints, sempre a 10 minutos dos clientes, assim como a criação de acordos e alianças com as empresas locais de transporte que agilizam e melhoram a qualidade dos envios entre países.

“A densidade de ServicePoints e o número de dias de entrega encontram-se relacionados com a posse de uma rede única de envios”, indicou Achim como os pilares principais para oferecer essa experiência doméstica.

Para além dos seus planos para a Europa, Dünnwald falou sobre as futuras inovações, tanto tecnológicas como as opções de envio que terá lugar nos próximos anos.

Uma das mais chamativas é a “entrega na bagageira”, uma declinação que já é praticada por algumas empresas nos EUA e que consiste em que a transportadora tenha acesso à bagageira do carro do destinatário para que possa depositar nesse local a encomenda.

Para permitir o fornecimento deste tipo de serviço, a DHL começou a estabelecer acordos com as principais empresas de automóveis, como a Audi, Smart e Volkswagen.

Por outro lado, com objetivo a que se propôs a empresa de atingir as 0 emissões em 2050, também se mencionou o desenvolvimento da implementação de veículos elétricos: desde carros, passando por scooters e carrinhas automáticas que possam seguir o estafeta.

Aqui encontra os melhores conteúdos para o seu e-commerce